quarta-feira, 20 de maio de 2009

Jabuticabeira


E aqui um espaço privilegiado pro saudoso "Pé de Jabuticaba"...
pra falar a verdade, quando eu vi essa foto veio um caminhão de lembranças na minha cabeça...
Cada jabuticaba nesses troncos são histórias, brincadeiras, sorrisos, bocas cheias...cheias de vida...
Tem um momento, entre esses tantos outros, que era o do meu silêncio... meu momento, quando terminava meu banho no final da tarde, saía de cabelo molhado e liso, roupa limpa e cheirosa, subia quietinha nos troncos e ficava ali pensando na vida, saboreando as jabuticabas, uma a uma, até minha avó aparecer e falar: - Desce daí menina, daqui a pouco é hora do jantar! 

(...)

Daí cabe o poema de Drummond, Infância, quando ele conta que ficava sozinho entre as mangueiras lendo a  história de Robinson Crusoé. 

Lembrando dos seus momentos com mãe, pai, irmão.... ele termina o poema assim:

"E eu não sabia que minha história
era mais bonita que a de Robinson Crusoé." 

Eu também não...


Um comentário:

  1. Adorei o teu blog!Maravilha de texto,lembrei também da minha infância,que foi a melhor fase da minha vida.

    ResponderExcluir