sábado, 28 de janeiro de 2012

cansada de muitas coisas... preferindo o silêncio... fugindo de palavras vazias e ressentimentos... fugindo de carências e hipocrisias... ouço... sinto... fecho os olhos... espero... não me precipito... me calo... porque não há nada há ser dito... não pra você!   

sentimentos difíceis.... complicados... há coisas que precisam ser deixadas no silêncio... como se não pudessem ser tocadas... nem sentidas... feche os olhos... ouça a música que eleva a sua alma... que te acolhe e silencia seu coração....   


quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Tristesse


Como você pode pedir
Prá que eu fale
Do nosso amor
Que foi tão forte
E ainda é
Mas cada um se foi...
Quanta saudade
Brilha em mim
Se cada sonho é seu
Virou história em sua vida
Mas prá mim não morreu...
Lembra, lembra, lembra
Cada instante que passou
De cada perigo
Da audácia do temor
Que sobrevivemos
Que cobrimos de emoção
Volta a pensar então...
Sinto, penso, espero
Fico tenso toda vez
Que nos encontramos
Nos olhamos sem viver
Pára de fingir
Que não sou parte
Do seu mundo
Volta a pensar então...
Como você pode pedir!
Beto Guedes

vale a pena??? a alma é pequena... então nem vou tentar....
e... só se luta por aquilo que se quer... e muito... e só desiste quando você é mais forte do que tudo.... 
não se destrói coisas assim...  
... e foi justamente aí que tudo se perdeu....


há pessoas que valem a pena... pena que são poucas... 
toda vez que vejo a cena da piscina em A Liberdade á Azul... penso que preciso voltar a nadar....

Eu nunca escrevi sobre o vazio daquela casa... 
O final de Antes do Pôr do Sol é delicioso.... não sei explicar... será a voz de Nina Simone????
Outro filme... agora sim "A Liberdade é Azul"...
O vinho ainda não acabou... a noite é longa... a chuva se foi....
ficou o silêncio...
e o desejo...
será a cena final do filme anterior???
Me diga.... 

Uma Valsa Por Uma Noite


Deixe-me cantar uma valsa para você/ Vinda de lugar algum, vinda dos meus pensamentos
Deixe-me cantar uma valsa para você/ Sobre essa única noite
Você foi para mim naquela noite/ Tudo o que eu sempre sonhei na vida
Mas agora você se foi/ Você se foi para longe/ Direto para sua ilha de chuva
Para você foi só um caso de uma noite/ Mas você foi muito mais para mim/ Só para você saber
Eu ouço rumores sobre você/ Sobre todas as coisas ruins que você faz/ Mas quando estivemos juntos a sós/ Você não pareceu nem um pouco com um jogador/ Eu ouço rumores sobre você
Sobre todas as coisas ruins que você faz/ Mas quando estivemos juntos a sós
Você não pareceu nem um pouco com um jogador/ Eu não tenho amargura, meu querido
Eu nunca vou esquecer esse caso de uma noite/ Mesmo amanhã, em outros braços
Meu coração será seu até eu morrer/ Deixe-me cantar uma valsa para você
Vinda de lugar algum, vinda das minhas tristezas/ Deixe-me cantar uma valsa para você
Sobre essa adorável única noite

A Waltz For a Night (tradução da canção do filme Antes do Pôr  do Sol) 

.. querer as coisas é bom. é só não se aborrecer quando não as têm...
... é bom sentir que nossos desejos se renovam...

Meu outono em Portugal


onde está você agora? (...)

... é bom saber que a gente faz parte das lembranças de alguém...
... todo mundo quer acreditar no amor....  
está chovendo... acendi um incenso... abri um vinho... fiz um minestrone... e coloquei um filme: Antes do Pôr do Sol. fiquei em dúvida, entre a Liberdade e Azul e Antes do Pôr do Sol... os dois são adequados para uma noite de chuva e vinho... estou aqui sorrindo sozinha com as situações expostas no filme... encontros e desencontros... saudades e desejos... decisões... a única coisa que estraga é o calor... 

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Saudades do México

Coyoacan

...

... escribimos palabras sin respuesta....

Octavio Paz

Voa bicho


Andorinha voou, voou
Fez um ninho no meu chapéu
E um buraco bem no meio do céu
E lá vou eu como passarinho
Sem destino nem sensatez
Sem dinheiro nem pra um pastel chinês.
A andorinha voou, voou
Fez um ninho na minha mão
E um buraco bem no meu coração
E lá vou eu como um passarinho
Como um bicho que sai do ninho
Sem vacilo nem dor na minha vez.
A andorinha voa veloz
Voa mais do que minha voz
Andorinha faz a canção
Que eu não fiz
Andorinha voa feliz
Tem mais força que minha mão
Mas sozinha não faz verão.
A andorinha voou, voou
Fez um ninho na minha mão
E um buraco bem no meu coração
E lá vou eu como um passarinho
Como um bicho que sai do ninho
Sem vacilo nem dor na minha vez.
Telo Borges e Marcio Borges na voz de Milton Nascimento

"estamos en las manos del tiempo"

"la historia es el camino"

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012


tem coisa que não dá... não entendo... nem quero entender... não vou forçar... não sinto nada....
não por você!!!!
prefiro a solidão de me ter por inteira do que a companhia de quem me reduz....

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

... tem certas coisas que eu não sei dizer....

sábado, 7 de janeiro de 2012

Tem coisa que eu deixo passar. Não vale a pena. Tem gente que não vale a dor de cabeça. Tem coisa que não vale uma gastrite nervosa. Entende isso? Não vale. Não vale dor alguma, sacrifício nenhum. 


Cazuza
entre estantes e livros, música e silêncio, ruas e avenidas.... a noite se vai.... há muitas coisas que ainda não entendo... há verdades adormecidas... saudades e desejos....e mais uma vez, você estava lá... um pensamento... uma lembrança... e você é quem estava lá... sempre você... e vai continuar sendo você....