terça-feira, 25 de outubro de 2011


A Liberdade é Azul - dirigido por Krystof Kieslowski é um dos filmes que tenho em casa, daqueles que vejo e revejo muitas vezes. Essa cena, de Juliette Binoche (Julie) na piscina me toca de uma forma particular. Uma imensidão azul.... que incorpora a tristeza que a personagem sente naquele momento.... é uma tristeza que a faz voltar ao passado, mas que ao mesmo tempo... a liberta... a faz seguir em frente... e ela segue....



ahhh chuva.... chuva que leva pra longe meus pensamentos.... chuva que cai forte e lava a alma... aquieta e depois desacomoda.... há um rio em mim..... há caminhos a serem trilhados.... há medos a serem vencidos... hoje a noite vai ser de filmes e vinhos... um respiro nessa vida louca!!!  

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

domingo, 9 de outubro de 2011

Perdí mis mejores años siendo mantenida por un hombre, sin hacer nada aparte de lo que creía que lo beneficiaría y ayudaría. Nunca pensé en mí misma y, después de seis años, la respuesta de él es que la fidelidad es una virtud burguesa, que sólo existe para conocer [las personas] y para lograr ganancias económicas. (...) Sé que fui tan estúpida como se puede ser, pero fui sinceramente estúpida. Imagino, o por lo menos espero, que me recobraré poco a poco. Voy a intentar crear una vida nueva, colocando mi energía en algo que me ayude a superar esto del modo más inteligente.

Frida Kahlo

Casa de Frida


sexta-feira, 7 de outubro de 2011

terça-feira, 4 de outubro de 2011

sabe... se você ler isso... estou aqui pensando... em coisas que não poderia dizer a mais ninguém... a não ser à você...