sábado, 13 de dezembro de 2014

Pensei em tudo que é possível falar
Que sirva apenas para nós dois...
(...)

mas pensando bem, não queria precisar dizer nada
...
(...) ain't talkin', just walkin'
Through this weary world of woe
Heart burnin', still yearnin'
No one on earth would ever know (...)
(Ain't talkin  Bob Dylan)

Love sick Bob Dylan







I'm walking through streets that are dead

Walking, walking with you in my head

My feet are so tired, my brain is so wired

And the clouds are weeping


Did I hear someone tell a lie?

Did I hear someone's distant cry?

I spoke like a child; you destroyed me with a smile

While I was sleeping


I'm sick of love but I'm in the thick of it

This kind of love I'm so sick of it


I see, I see lovers in the meadow

I see, I see silhouettes in the window

I watch them 'til they're gone and they leave me hanging on

To a shadow


I'm sick of love; I hear the clock tick

This kind of love; I'm love sick


Sometimes the silence can be like the thunder

Sometimes I wanna take to the road and plunder

Could you ever be true?

I think of you

And I wonder


I'm sick of love; I wish I'd never met you

I'm sick of love; I'm trying to forget you


Just don't know what to do

I'd give anything to

Be with you

It's Alright, Ma (I'm Only Bleeding) Bob Dylan



Temptation's page flies out the door

You follow, find yourself at war

Watch waterfalls of pity roar

You feel to moan but unlike before

You discover

That you'd just be

One more person crying (...)



e hoje vou ouvir Bob Dylan...
mesmo que isso me custe
pensar demais...

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

- vai ser complicado...
- não faz mal!

...


eu olhei pra ele mas nem deu tempo de pensar em nada...
vem cá que vou te contar
o que só posso
sussurrar
nos seus ouvidos...


o que dizem os seus olhos?

os meus?

os nossos?

o segredo dos seus olhos

(...)

ele vai todos os dias nas estações tentando encontrar o assassino

todo santo dia

ele sai do banco e vai vigiar

você não sabe o que é o amor desse rapaz

comove

é como se com a morte da mulher a vida dele tivesse parado pra sempre, eternamente

devia ver os olhos dele

estão sempre num estado de amor puro

consegue imaginar que exista um amor assim?

e sem o desgaste do cotidiano, das obrigações?

Trecho do filme "O segredo dos seus olhos"
insônia
madrugada
um bom filme
e está tudo bem!

domingo, 9 de novembro de 2014

aquela maneira de olhar
as mãos que tremem
e tudo passa tão rápido
mas as madrugadas são lentas
e vão mais além... 


sobre mudanças

mudamos o tempo todo?

ou preservamos as raízes?

ou podemos ter raízes e asas...

acho que é essa a melhor opção






um certo sentimento

um certo sentimento
que não sei definir
aflora na madrugada
e não me deixa dormir
essa música...
a lembrança da sua pele,
do seu cheiro
....
e sua voz perturbadora
que me enlouquece
me escraviza...


Ai, ai
Vai ver é só você
Ai, ai
Vai ver é só você querer
Distante, imaginar (...)




Marcelo Camelo

terça-feira, 28 de outubro de 2014

O melhor da vida

O que vale nessa vida
Tem um pouco do seu jeito
Jeito do seu corpo, jeito do seu pensamento
Jeito de gostar dos outros cada vez gostando mais
Do seu jeito de falar tranquilo
Como quem promete e faz

O que vale nessa vida é ver como você aproveita
Desde a hora que levanta até a hora que deita
Quando escolhe a coisa certa é tudo sem receita
Quando perto de você a própria confusão se ajeita bem

E me vem que a vida vale mil
Mil vezes sou nós dois
Mil meses de amor
Antes de ter prorrogação
Se a vida é por um fio
Valeu pra quem já viu
Seu jeito de tocar no coração

E nas noites que o tempo para e você me abraça
Sinto que o melhor da vida sempre vem de graça
Sinto que o melhor momento é aquele que não quer passar
E que dura toda a eternidade
E isso é só pra começar

O que vale nessa vida, vale como um bom presente
Cai do céu, um bem que a gente sente
Vem como você vem antes de eu me preparar
E me diz: Vai ficar aqui, pois aqui é seu lugar

E me vem que a vida vale mil
Mil vezes sou nós dois
Mil meses de amor
Antes de ter prorrogação
Se a vida é por um fio
Valeu pra quem já viu
Seu jeito de tocar no coração

E me vem que a vida vale mil
Mil vezes sou nós dois
Mil meses de amor
Antes de ter prorrogação
Se a vida é por um fio
Valeu pra quem já viu
Seu jeito de tocar no coração

Marcelo Jeneci

perder a noção da hora
do lugar
de tudo
só pra desejar você!

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

ouvir Cazuza na madrugada
e mandar tudo as favas...
o tempo não para...

(...) Pra que usar de tanta educação
Pra destilar terceiras intenções
Desperdiçando o meu mel
Devagarzinho, flor em flor
Entre os meus inimigos, beija-flor (...)

CAZUZA
é bem isso mesmo
mas eu sigo em frente....

Tristesse...

Como você pode pedir
Pra eu falar do nosso amor
Que foi tão forte e ainda é
Mas cada um se foi
Quanta saudade brilha em mim
Se cada sonho é seu
Virou história em sua vida
Mas prá mim não morreu
Lembra, lembra, lembra, cada instante que passou
De cada perigo, da audácia do temor
Que sobrevivemos que cobrimos de emoção
Volta a pensar então
Sinto, penso, espero, fico tenso toda vez
Que nos encontramos, nos olhamos sem viver
Pára de fingir que não sou parte do seu mundo
Volta a pensar então
Como você pode pedir...

Milton Nascimento
...que foi tão forte e ainda é mas cada um se foi....
eu consigo me ver para além do que você me vê
eu consigo me ver mesmo em momentos difíceis
eu consigo me ver no caminho do que sempre quis
eu consigo me ver no tempo de me laçar
no tempo de ser
no tempo de esquecer
no tempo de aprender
no tempo de te deixar pra traz
no tempo de ser eu mesma
no tempo de amar
de me amar

terça-feira, 21 de outubro de 2014



Chavela sobre Frida


um fato maravilhoso para refletir
é que toda criatura humana
foi constituída para ser
um profundo segredo...
e um mistério para as outras
Charles Dickens



querido
isso não é complicado pra mim
pode crer...

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Em minha terra

Gosto demais dos filmes com Juliette Binoche. E este em especial ainda não tinha visto. Em minha terra, de 2004, dirigido pelo irlandês John Boorman. Um filme que trata dos julgamentos logo após o fim do apartheid na África do Sul. Binoche, no papel de uma poetisa, acompanha um jornalista negro americano nas investigações a partir de depoimentos recolhidos nos julgamentos, e se apaixona por ele. Aquilo que ela não via, e que também fingia que não via anos atrás, começa a saltar aos seus olhos, mexer com tudo que acreditava até então, a mudança de seu personagem é marcante, Cabe aqui a leitura que Hannah Arendt faz sobre o julgamento de Eichmann, em Jerusalém. O mal praticado no cotidiano, como um ato qualquer, "a banalidade do mal". Entre os depoimentos aparecem os relatos em torno da obediência: "eu estava apenas cumprindo ordens". O romance, que aparece como um ponto negativo nas críticas sobre o filme, traz leveza ao enredo, em meio a tanta crueldade e horror. Ana, a personagem de Binoche, ao se despedir do jornalista americano, interpretado por Samuel L. Jackson, diz em seu ouvido: "Minha pele nunca vai te esquecer". Tudo que ela viveu através dessa experiência mudaria sua vida para sempre...   

domingo, 12 de outubro de 2014


Goya


"Goya não é somente um dos principais pintores de sua época: é também um dos pensadores mais profundos daquele período (...)" Todorov 

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

madrugada
como eu gosto de você....


o tempo é pouco

a compreensão é nula

alguns sentidos são extremados

e só?


coisas sobre mim...
decifra-me
ou devoro-te...
gosto demais de ser inteira
não quero ser metade

euuuu


eu ouvi essa mesma música muitas e muitas vezes...
e ela me dizia algo
algo...
que eu ainda não quero entender nem aceitar
mas a madrugada
a madrugada...

Stuck in a Moment You Can't Get Out Of



Borgia


domingo, 28 de setembro de 2014



(...)


Pode falar que eu nem ligo,
Agora eu sigo
O meu nariz,
Respiro fundo e canto
Mesmo que um tanto rouca.

Pode falar, não me importa
O que tenho de torta
Eu tenho de feliz,
Eu vou cambaleando
De perna bamba e solta.

(...)

Velha e Louca
Mallu Magalhães

Lucky Man


sábado, 27 de setembro de 2014

tá...
vou confessar...
amo demais esse seu sorriso...
pouco tempo
mas o bastante
....
ah.... nem te conto....
deixa pra lá...
deixa assim como está...
...

Comfortably Numb



(...) There is no pain you are receding

A distant ship smoke on, the horizon

You are only coming through in waves

Your lips move, but I can't hear what you're saying

When I was a child

I caught a fleeting glimpse

Out of the corner of my eye

I turned to look but it was gone

I cannot put my finger on it now

The child is grown

The dream is gone

And IIIIII... have become (....)


PINK FLOYD
Comfortably numb.

Brothers in Arms



These mist covered mountains

Are a home now for me

But my home is the lowlands

And always will be

Some day you'll return to

Your valleys and your farms

And you'll no longer burn

To be brothers in arms




Through these fields of destruction

Baptism of fire

I've witnessed your suffering

As the battles raged higher

And though they did hurt me so bad

In the fear and alarm

You did not desert me

My brothers in arms




There's so many different worlds

So many different suns

And we have just one world

But we live in different ones




Now the sun's gone to hell

And the moon's riding high

Let me bid you farewell

Every man has to die

But it's written in the starlight

And every line on your palm

We're fools to make war

On our brothers in arms

(Dire Straits)

Dire Straits...


essa é de mim para mim mesma! Uau...............


mudanças... a vida é feita delas...
e elas acontecem, sem que sejam solicitadas...
há resistências
mas pode-se aprender muito com elas
e nessas mudanças
descobrimos quem somos
do que gostamos
o que apreciamos na vida
e continuamos a aprender
a descobrir....
"duvide daquilo que você não entende"
busque respostas
e que essa busca gere ainda mais dúvidas
e menos certezas...
nunca sabemos ou conhecemos todas as respostas
a beleza não está em encontrá-las
mas em procurá-las!

Clareana


sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Goya


Cheguei a tempo de te ver acordar
Eu vim correndo a frente do sol
Abri a porta e antes de entrar,
revi a vida inteira
Pensei em tudo que é possível falar
Que sirva apenas para nós dois
Sinais de bem desejos vitais
Pequenos fragmentos de luz
Falar da cor dos temporais
De céu azul das flores de abril
Pensar além do bem do mal
Lembrar de coisas que ninguém viu
O mundo lá sempre a rodar
Em cima dele tudo vale
Quem sabe isso quer dizer amor,
estrada de fazer o sonho acontecer 

Pensei no tempo e era tempo demais
E você olhou sorrindo pra mim
Me acenou um beijo de paz
Virou minha cabeça
Eu simplesmente não consigo parar
Lá fora o dia já clareou
Mas se você quiser transformar
O ribeirão em braço de mar
Você vai ter que encontrar
Aonde nasce a fonte do ser
E perceber meu coração
Bater mais forte só por você
O mundo lá sempre a rodar
Em cima dele tudo vale
Quem sabe isso quer dizer amor,
estrada de fazer o sonho acontecer..."


Lô Borges
(...) É tanta graça lá fora passa
O tempo sem você
Mas pode sim
Ser sim amado e tudo acontecer
Quero dançar com você
Dançar com você
Quero dançar com você
Dançar com você

Vanessa da Mata - Amado


"Só conhece realmente uma pessoa quem a ama sem esperança."

Walter Benjamin

(74 ANOS SEM WALTER BENJAMIN)

sábado, 20 de setembro de 2014

La Bruja


isso não tem nada a ver com você
só comigo
com as coisas bem resolvidas desse momento
do que está sendo
do que está por vir
e que bom que é assim 





...aquilo reage em cadeia

incendeia o corpo inteiro...

Faísca, risca, trisca, arrodeia

Dispara o rito certeiro




...






Aquilo se pega de jeito
Te dá um sacode
Pra lá de além
O mundo muda, estremece
O caos acontece
Não poupa ninguém...


Lenine

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

sábado, 6 de setembro de 2014

até que tento...
mas não consigo
e volto ao começo
vivo tudo de novo
e não vou mentir
que é em você que eu penso quando fecho os olhos



acho que entendi
seu olhar tentando me encontrar
seu sorriso
...

e você sabia
quando lá atrás
me sugeriu uma canção
que dizia

o eco de antigas palavras...
não se afobe não que nada é pra já...
se amarão sem saber...
cada palavra.....



Sabe, quando a gente tem vontade de encontrar
A novidade em uma pessoa
Quando o tempo passa rápido
Quando você está ao lado dessa pessoa
Quando dá vontade de ficar nos braços dela
E nunca mais sair?

Sabe, quando a felicidade invade
Quando pensa na imagem da pessoa
Quando lembra que seus lábios encontraram
Outros lábios de uma pessoa
E o beijo esperado ainda está molhado
E guardado ali em sua boca
Que se abre e sorri feliz
Quando fala o nome daquela pessoa
Quando quer beijar de novo muitos lábios
Desejados da sua pessoa
Quando quer que acabe logo a viagem
Que levou ela pra longe daqui? 

Sabe, quando passa a nuvem brasa
Ar de coco, sopro do ar que trás essa pessoa
Quando quer ali deitar, se alimentar
E entregar seu corpo pra pessoa
Quando pensa porque não disse a verdade
É que eu queria que ela estivesse aqui?

Eu sei? Sei.

Nando Reis
“O meu mundo não é como o dos outros, quero demais, exijo demais; há em mim uma sede de infinito, uma angústia constante que eu nem mesma compreendo, pois estou longe de ser uma pessimista; sou antes uma exaltada, com uma alma intensa, violenta, atormentada, uma alma que não se sente bem onde está, que tem saudade… sei lá de quê!” 

(trecho de carta a Guido Battelli) Esse texto é da Florbela Espanca, poetisa portuguesa que nasceu, casou e morreu num 8 de dezembro. 
tudo isso é uma grande loucura
que eu nem quero tentar entender
...
quero apenas viver...
palavras
e silêncio
silêncio
e palavras

...

desejo
e eu não sei parar
e eu nem sei como parar
...
(...) Meu bem querer
Tem um quê de pecado
Acariciado pela emoção (...)

Djavan

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

(...) Sou seu, mas eu não posso ser
Sou sua, mas ninguém pode saber
Amor, eu te proíbo
De não me querer (...)

Nando Reis

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

O mundo é bão, Sebastião.

domingo, 31 de agosto de 2014



que a felicidade está dentro do alcance

Então você estende a mão e se descobre louco ...
com sol e chuva...
você sonhava...
tudo o que você podia ser...

Milton
seja o touro e a rosa
seja o pão e a fome...

Lô Borges
barulho de chuva
eu penso
não tem como não pensar
mas está tudo sob controle...
é assim que penso
em você
em mim
em tudo...
só fecho os olhos
ouço a música
e as imagens
chegam soltas
sem rumo
sem direção
.... 
mais de mim
e menos de você
até o amanhecer... 
o que eu disse
o que você disse
o que fiquei aqui pensando
sobre mim
sobre o mundo
sobre as coisas
não quero que o mundo me conforme
me diga como ser
e existir
quero ter minhas próprias escolhas
quero seguir meu caminho
ainda tenho possibilidades a descobrir


um outro mundo
possível
cores
lutas
coisas que não sei explicar
apenas aprendi a sentir...
tantas coisas
tantos desejos
tudo se confunde
num louco campo de pura vontade
é um martírio...
te ver e ter que esconder
tanto desejo
mais um dia
eu laço palavras
frases escondidas
que algo podem dizer
que este louco desejo não é somente meu...


morder  seus lábios
fechar os olhos
sentir você me dominar
me perder nos seus braços
tantas coisas que você me traz
e em tantos pensamentos você está presente
e em tantas coisas que sinto arder dentro de mim...

  
Frida
e seu olhar perdido
assim como o meu....



Um outro mundo é possível
sem desigualdades
valorizando as diferenças
com humanidade
o homem podendo viver sua humanidade
sem ser explorado
sem explorar...
sim... acredito que um outro mundo é possível...
desejo
necessidade
vontade
(...) Mas tanto faz
Já me esqueci
De te esquecer porque
O teu desejo
É meu melhor prazer
E o meu destino
É querer sempre mais
A minha estrada corre
Pro seu mar
Agora vem pra perto, vem
Vem depressa, vem sem fim
Dentro de mim
Que eu quero sentir
O teu corpo pesando
Sobre o meu
Vem, meu amor, vem pra mim
Me abraça devagar
Me beija e me faz esquecer (...)
Marisa Monte
seu desejo é meu maior desejo...
seu desejo é o meu melhor desejo!!!

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Olhe nos meus olhos
E diga o que você
Vê quando eles vêem
Que você me vê
Olho nos seus olhos
E o que eu posso ler
Que eles ficam melhores
Quando eles me lêem
Eu leio as suas cartas
Eu vejo a letra
Meu Deus que homem forte
Que me contempla
Sou sua mas não posso ser
Sou seu mas ninguém pode saber
Amor eu te proíbo
De não me querer
Olho nos seus olhos
E sinto que você
Faz eles brilharem
Como astro rei
Olhe nos meus olhos
E o que você vai ver
Seu rosto iluminado
A lua de um além
Eu leio as suas asas
Borboletas
Meu Deus que linda imagem
Me atormenta
Sou seu mas eu não posso ser
Sou sua mas ninguém pode saber
Amor eu te proíbo
De não me querer

Nando Reis - Nos seus olhos


Você dita ao meu coração
O que ele não quer aprender, Zé
Você quer que o meu coração
Siga a tua receita só
Não, quero que aceite
O jeito que eu te dou de mulher
Não, e aproveite (...)

Vanessa da Mata
de novo e de novo e de novo....
e quantas vezes eu precisar me desligar do mundo...

perdi a fala
só conseguia te olhar...
Cheguei a tempo de te ver acordar
Eu vim correndo a frente do sol
Abri a porta e antes de entrar,
revi a vida inteira
Pensei em tudo que é possível falar
Que sirva apenas para nós dois
Sinais de bem desejos vitais
Pequenos fragmentos de luz
Falar da cor dos temporais
De céu azul das flores de abril
Pensar além do bem do mal
Lembrar de coisas que ninguém viu
O mundo lá sempre a rodar
Em cima dele tudo vale (...)

Milton Nascimento

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

(...) Às vezes é um instante
A tarde faz silêncio
O vento sopra a meu favor
Às vezes eu pressinto e é como uma saudade
De um tempo que ainda não passou
Me traz o seu sossego, atrasa o meu relógio
Acalma a minha pressa
Me dá sua palavra
Sussurre em meu ouvido
Só o que me interessa (...)


Lenine
(...) Quanto mais desejo
Um beijo seu
Muito mais eu vejo
Gosto em viver, viver (...)

Djavan

sábado, 2 de agosto de 2014



Não consigo olhar no fundo dos seus olhos
E enxergar as coisas que me deixam no ar, deixam no ar
As várias fases, estações que me levam com o vento
E o pensamento bem devagar

Outra vez, eu tive que fugir
Eu tive que correr, pra não me entregar
As loucuras que me levam até você


(...)

Nando Reis
Que o convite do silêncio exibe em cada olhar ...

sexta-feira, 1 de agosto de 2014

um pouquinho de você
...

ontem
hoje
sua presença
tão forte
e tão distante
brincando com as palavras
você sorri
mas tem medo

segunda-feira, 21 de julho de 2014

tudo bem
não sou certinha
não sou normal
não sou careta
nem sou a tal...
eu sou e estou na sua
há tanto tempo
que não durmo uma noite
sem sentir seu suor...
e pronto e tal!!!!



um nome...
o seu...

ainda resta um gole do vinho
vinho português
protagonista na minha sala
onde pode-se assistir ao filme Trem Noturno Para Lisboa
penso tanto em quem não devo pensar
não controlo meus pensamentos
ainda mais a essa hora
depois de uma garrafa de vinho português
ah! vinho português
quantas verdades você me traz....
depois de uma viagem para as Minas Gerais há coisas que realmente ficam para traz
agora
sono em paz
manhã de pão de queijo
som do trem
só pra mim
e pra mais ninguém!!!!









eu tomei meu banho
longo e prazeroso
mas alguns delírios
ah.... esses continuam
um delírio está ali... sempre ali...que coisa... tão ao alcance das mãos...mas sei lá... fico ali... observando esse delírio, pra ver no que vai dar...
tem um que é uma coisa assim... bem cinema europeu... um delírio bem daqueles que você cai de cabeça, sem pensar, sem nada... simplesmente cai... é esse...
tem um que está ali perturbando seu sonhos, seus feriados,  suas férias, suas madrugadas... esses delírios são os mais perigosos... são daqueles que você foge, se esconde e finge que é normal (porque... quem sabe... ele pode ser careta!!!")
deixa pra lá que já estou delirando....(TSC)  

soluços repentinos
ansiedade...
http://drauziovarella.com.br/clinica-geral/soluco-2/
quando acho que tudo acabou...
você vem como sombra
soluço...
inconsequência...
ah...
um sinal
sua voz
uma palavra
você vai aguentar não fazer nada?



um banho...
precisava disso
pra sair desse delírio...
pra parar de pensar em você!!! 


você já assistiu a algum filme de olhos fechados?

eu já...

dois...

um foi India Song
e outro foi Trem noturno para Lisboa

não são semelhantes

mas foi assim

de olhos fechados

...

ou serão em algum ponto?

literatura em forma de filme....
"Quando a ditadura é um fardo
a Revolução é um dever!"

Trem noturno para Lisboa (Filme)... lindo filme...

  


"o que ele escreve me toca profundamente"

"o livro viajou... isso é bom..."

"achava que as pessoas não deveriam sofrer..."

"não, o senhor não pode"

"deixamos alguma coisa de nós para trás

ao deixar um lugar

permanecemos lá

apesar de termos partido"

"E há coisas em nós que só reencontraremos ao voltar

viajamos ao nosso encontro

quando vamos a um lugar

onde vivemos parte de nossa vida

por mais breve que tenha sido

mas indo ao nosso encontro

temos de confrontar

nossa solidão

e não é por isso

que tudo o que fazemos

se deve ao medo

da solidão?

não é por isso que renunciamos as coisas das quais nos arrependeremos

no final de nossas vidas?"


Trem noturno para Lisboa (Filme) Lindo filme...


  


  
eu queria ver este filme
eu queria pensar em você desta maneira
vi você em quem eu menos esperava...
algumas palavras
depois o silêncio
algum contratempo
dia de chuva
tão belo
uma ponte
e uma procura tão intensa
e silenciosa
as montanhas
viver uma pequena parte do que há dentro de nós
e o que acontece com o resto?


um momento
muito necessário...
por a cabeça no lugar
ou tirá-la do lugar
pessoas que de alguma forma nunca se vão...
um retorno a um lugar
lembranças
histórias
memórias
esquecimentos
ou sinal de nenhuma saudade
isso também é verdadeiro
enquanto que outras pessoas
e situações
são mais... vamos dizer... possíveis?


Só o que tenho a te dizer:
Não me cure de você!
Ehhh frio na barriga que vem assim sem avisar....
ai ai ai...

segunda-feira, 23 de junho de 2014

quinta-feira, 19 de junho de 2014



madrugada

pra mim

pra você...

palavras ficam soltas

em algum lugar mais escuro

está cada vez mais difícil te fazer escutar...

incapaz de tomar decisões

"e tendo más ideias"...

e agora são quase 2:00 da manhã

e eu tento me fazer ouvir

te deixei alguns dos meus passos

sinto muito

mas não posso dizer o que penso

ou o que sinto

mas as coisas estão confusas....

chegará você até aqui?

e perceberá que eu cheguei até você?

sábado, 10 de maio de 2014

livros e música pra por as ideias no lugar....

Tatuagem (Chico Buarque) - Elis Regina

domingo, 20 de abril de 2014

eu não mais te toquei
não cheguei perto
procuro não pensar, não sentir, nem lembrar
é mais fácil assim
seguir em frente
é preciso seguir em frente... 

sexta-feira, 18 de abril de 2014

Etta James - The Best Of (By Classic Mood Experience)

se você soubesse
o que passa pela minha cabeça
nessas madrugadas...
escrever
escrever
escrever
e ouvir música
mas tenho gostado mais dos meus cadernos e canetas
do que espaços virtuais


quarta-feira, 16 de abril de 2014

bom dia... você disse
não havia silêncio
não mais...

sexta-feira, 11 de abril de 2014

"você disse algumas palavras sobre mim
não sei ao certo o que significam
cada vez são ditas com mais frequência... com um olhar acompanhado...
um gesto acompanhado....
isso deve significar alguma coisa...

sábado, 29 de março de 2014

madrugada
1
2
3
mas que confusão.........................
você sabe coisas sobre mim que mais ninguém sabe
você sabe quem eu sou
sabe da minha essência
sabe de coisas simples e complexas mesmo
sem saber...
você sabe
e isso basta 
poesia
vinho
Janis Joplin

nunca cometo o mesmo erro duas vezes 
já cometo duas três
quatro cinco seis
até esse erro aprender
que só o erro tem vez


Paulo Leminski

sexta-feira, 28 de março de 2014

nenhuma dor pelo dano
todo dano é bendito
da ano mais maligno
nasce o dia mais bonito

Paulo Leminski
ventos de outono
ventos de março
ventos bons...

quinta-feira, 27 de março de 2014

o mundo dá voltas
as voltas que o mundo dá
...
eita que coisa isso tudo aqui...

  

Elles


domingo, 16 de março de 2014

A Língua Lambe



A língua lambe as pétalas vermelhas
da rosa pluriaberta; a língua lavra
certo oculto botão, e vai tecendo
lépidas variações de leves ritmos.
E lambe, lambilonga, lambilenta,
a licorina gruta cabeluda,
e, quanto mais lambente, mais ativa,
atinge o céu do céu, entre gemidos,
entre gritos, balidos e rugidos
de leões na floresta, enfurecidos





Carlos Drummond de Andrade
os dias passam...
e o desejo
só aumenta
tenho razão em sentir o que sinto
ou perdi a razão e já não vejo nada
poderia ir embora
sem me despedir
sem olhar atrás
mas
ah...
a provocação
o desejo
ah...
o desejo
esse....
me consome...

terça-feira, 4 de março de 2014

silêncio
é o que tenho pra hoje...

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Sei....


Simplesmente complicado....

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

palavras...
não sei ao certo...
mas fecho os olhos e sinto...
você sabe...
e isso basta!

Teus pelos, teu gosto, teu rosto, tudo
Que não me deixa em paz (...)


quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

sei lá
acho que hoje
estou agitada
com energia acumulada
com vontade de viver... de reviver...
de engolir você inteiro...rs 
Michelangelo Antonioni....


você conseguiu dormir essa noite?

Diz pra mim...

me conta...

ou apenas me dê teu silêncio...


só ele me é tão suficiente....

meu coração vagabundo...


eu não quero que isso seja uma coisa que não é...
Toque a valsa...
a valsa...
certo!!
já vi e revi esta cena tantas vezes e em noites como esta... que só eu mesma entendo o que se passa nessa minha cabeça tão maluca... nem eu mesma sei o que foi real disso tudo... e acho que isso é que faz disso tudo tão bom... tão gostoso de pensar e fechar os olhos.... ah... deixa pra lá...  
Cada canto, cada árvore, cada planta.................
penso tantas coisas nesse momento
tantas coisas
tudo o que fiz faz sentido...
ou eu gostaria mesmo que fizesse
podemos continuar a conversa
uma boa conversa
mas na qual eu me sinta tão inútil de minhas possibilidades...
você mesmo percebeu como eu tremia
minhas mãos tremiam....
é como se eu não acreditasse mais em nada...
só o momento importa

não sei...
eu não sei...
lembranças suas... minhas...
acho que a lembrança não termina enquanto vivermos...
tem coisas que não posso escrever aqui...
mas diria a você se me perguntasse...
não lidava com a vida do jeito que faço agora...
é tudo muito mais leve
mas ainda quero fazer muitas coisas
...
muitas coisas


hoje é um daqueles dias que preciso pensar... preciso escrever... preciso entender...

enfim...

aconteceu você...

sabe... cheguei em casa... acendi um incenso... não senti fome... não consegui comer... nada... mas abri um vinho e coloquei um filme pra assistir... "Antes do por do sol".... filme que vi tantas e tantas vezes...

há pouco tempo assisti Before Midnignt, não gostei do último filme, a sequência.... tão aclamada... achei chata... mas afinal... o que isso tem com nós dois...?

é bom que as coisas sejam assim... como foram hoje...

Talvez por isso goste tanto do segundo filme, este que estou vendo agora...

essa conversa toda... depois te tanto tempo... lembra mesmo essa tarde com sentido só pra nós dois...

e é bom mesmo que seja assim...

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Cópia Fiel


Quantas vezes, Amor, já te esqueci,
Para mais doidamente me lembrar ...

Florbela Espanca
pra onde quer que eu olhe...
tem rastros seus....

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

está bem
me rendo a todos esses vis pensamentos
nesta madrugada
1 2 3 e lá estava você como uma sombra
por todos os lados


onde termina a brincadeira e onde começa a verdade disso tudo...
sorrisos, brincadeiras
esperas e coincidências,  
olhares que se desviam
o tempo passa e mais difícil vai ficando...

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

escolha...
cinema...
vontade...
imaginação, fantasia....
poesia!

sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

The english patient


estou aqui tentando entender...
se é loucura minha
se é loucura sua
se é a madrugada
se amanhã vou esquecer disso tudo...  

Antes do Amanhecer


Ladrões de Bicicletas


Me vi nos seus olhos...
e isso me desconcertou...
tentei fugir, me esconder,
mas então,
ali estava você
cada vez mais perto...
cada vez mais difícil de fugir...