domingo, 28 de setembro de 2014



(...)


Pode falar que eu nem ligo,
Agora eu sigo
O meu nariz,
Respiro fundo e canto
Mesmo que um tanto rouca.

Pode falar, não me importa
O que tenho de torta
Eu tenho de feliz,
Eu vou cambaleando
De perna bamba e solta.

(...)

Velha e Louca
Mallu Magalhães

Lucky Man


sábado, 27 de setembro de 2014

tá...
vou confessar...
amo demais esse seu sorriso...
pouco tempo
mas o bastante
....
ah.... nem te conto....
deixa pra lá...
deixa assim como está...
...

Comfortably Numb



(...) There is no pain you are receding

A distant ship smoke on, the horizon

You are only coming through in waves

Your lips move, but I can't hear what you're saying

When I was a child

I caught a fleeting glimpse

Out of the corner of my eye

I turned to look but it was gone

I cannot put my finger on it now

The child is grown

The dream is gone

And IIIIII... have become (....)


PINK FLOYD
Comfortably numb.

Brothers in Arms



These mist covered mountains

Are a home now for me

But my home is the lowlands

And always will be

Some day you'll return to

Your valleys and your farms

And you'll no longer burn

To be brothers in arms




Through these fields of destruction

Baptism of fire

I've witnessed your suffering

As the battles raged higher

And though they did hurt me so bad

In the fear and alarm

You did not desert me

My brothers in arms




There's so many different worlds

So many different suns

And we have just one world

But we live in different ones




Now the sun's gone to hell

And the moon's riding high

Let me bid you farewell

Every man has to die

But it's written in the starlight

And every line on your palm

We're fools to make war

On our brothers in arms

(Dire Straits)

Dire Straits...


essa é de mim para mim mesma! Uau...............


mudanças... a vida é feita delas...
e elas acontecem, sem que sejam solicitadas...
há resistências
mas pode-se aprender muito com elas
e nessas mudanças
descobrimos quem somos
do que gostamos
o que apreciamos na vida
e continuamos a aprender
a descobrir....
"duvide daquilo que você não entende"
busque respostas
e que essa busca gere ainda mais dúvidas
e menos certezas...
nunca sabemos ou conhecemos todas as respostas
a beleza não está em encontrá-las
mas em procurá-las!

Clareana


sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Goya


Cheguei a tempo de te ver acordar
Eu vim correndo a frente do sol
Abri a porta e antes de entrar,
revi a vida inteira
Pensei em tudo que é possível falar
Que sirva apenas para nós dois
Sinais de bem desejos vitais
Pequenos fragmentos de luz
Falar da cor dos temporais
De céu azul das flores de abril
Pensar além do bem do mal
Lembrar de coisas que ninguém viu
O mundo lá sempre a rodar
Em cima dele tudo vale
Quem sabe isso quer dizer amor,
estrada de fazer o sonho acontecer 

Pensei no tempo e era tempo demais
E você olhou sorrindo pra mim
Me acenou um beijo de paz
Virou minha cabeça
Eu simplesmente não consigo parar
Lá fora o dia já clareou
Mas se você quiser transformar
O ribeirão em braço de mar
Você vai ter que encontrar
Aonde nasce a fonte do ser
E perceber meu coração
Bater mais forte só por você
O mundo lá sempre a rodar
Em cima dele tudo vale
Quem sabe isso quer dizer amor,
estrada de fazer o sonho acontecer..."


Lô Borges
(...) É tanta graça lá fora passa
O tempo sem você
Mas pode sim
Ser sim amado e tudo acontecer
Quero dançar com você
Dançar com você
Quero dançar com você
Dançar com você

Vanessa da Mata - Amado


"Só conhece realmente uma pessoa quem a ama sem esperança."

Walter Benjamin

(74 ANOS SEM WALTER BENJAMIN)

sábado, 20 de setembro de 2014

La Bruja


isso não tem nada a ver com você
só comigo
com as coisas bem resolvidas desse momento
do que está sendo
do que está por vir
e que bom que é assim 





...aquilo reage em cadeia

incendeia o corpo inteiro...

Faísca, risca, trisca, arrodeia

Dispara o rito certeiro




...






Aquilo se pega de jeito
Te dá um sacode
Pra lá de além
O mundo muda, estremece
O caos acontece
Não poupa ninguém...


Lenine

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

sábado, 6 de setembro de 2014

até que tento...
mas não consigo
e volto ao começo
vivo tudo de novo
e não vou mentir
que é em você que eu penso quando fecho os olhos



acho que entendi
seu olhar tentando me encontrar
seu sorriso
...

e você sabia
quando lá atrás
me sugeriu uma canção
que dizia

o eco de antigas palavras...
não se afobe não que nada é pra já...
se amarão sem saber...
cada palavra.....



Sabe, quando a gente tem vontade de encontrar
A novidade em uma pessoa
Quando o tempo passa rápido
Quando você está ao lado dessa pessoa
Quando dá vontade de ficar nos braços dela
E nunca mais sair?

Sabe, quando a felicidade invade
Quando pensa na imagem da pessoa
Quando lembra que seus lábios encontraram
Outros lábios de uma pessoa
E o beijo esperado ainda está molhado
E guardado ali em sua boca
Que se abre e sorri feliz
Quando fala o nome daquela pessoa
Quando quer beijar de novo muitos lábios
Desejados da sua pessoa
Quando quer que acabe logo a viagem
Que levou ela pra longe daqui? 

Sabe, quando passa a nuvem brasa
Ar de coco, sopro do ar que trás essa pessoa
Quando quer ali deitar, se alimentar
E entregar seu corpo pra pessoa
Quando pensa porque não disse a verdade
É que eu queria que ela estivesse aqui?

Eu sei? Sei.

Nando Reis
“O meu mundo não é como o dos outros, quero demais, exijo demais; há em mim uma sede de infinito, uma angústia constante que eu nem mesma compreendo, pois estou longe de ser uma pessimista; sou antes uma exaltada, com uma alma intensa, violenta, atormentada, uma alma que não se sente bem onde está, que tem saudade… sei lá de quê!” 

(trecho de carta a Guido Battelli) Esse texto é da Florbela Espanca, poetisa portuguesa que nasceu, casou e morreu num 8 de dezembro. 
tudo isso é uma grande loucura
que eu nem quero tentar entender
...
quero apenas viver...
palavras
e silêncio
silêncio
e palavras

...

desejo
e eu não sei parar
e eu nem sei como parar
...
(...) Meu bem querer
Tem um quê de pecado
Acariciado pela emoção (...)

Djavan

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

(...) Sou seu, mas eu não posso ser
Sou sua, mas ninguém pode saber
Amor, eu te proíbo
De não me querer (...)

Nando Reis

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

O mundo é bão, Sebastião.