quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

não quero entender nada disso
não me importo mais
não dói
nem sinto saudade
não sinto amor nem dor
já não sinto nada....

Tudo que você podia ser




(...)Sei um segredo

Você tem medo

(...)




Não se lembra mais de mim

Você não quis deixar que eu falasse de tudo

Tudo que você podia ser

Na estrada




Ah! Sol e chuva

Na sua estrada

Mas não importa, não faz mal

Você ainda pensa e é melhor do que nada

Tudo que você consegue ser

Ou nada (...)




Milton Nascimento

sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

você é como uma droga
um vício...
que tento esquecer
deixar pra trás
mas quando você aparece e chega perto demais
tudo é tão difícil...
e já não entendo nada
esqueço tudo
é só me tocar...
e já me perdi em tudo que lutei pra esquecer...

Skap

(...)

você me faz parecer menos só

menos sozinho(...)

quando você dança lança flecha estilingue

quando você olha molha meu olho que não crê

quando você pousa mariposa morna lisa

o sangue encharca a camisa

quando você diz o que ninguém diz

quando você quer o que ninguém quis

quando você ousa lousa pra que eu possa ser giz

quando você arde alardeia sua teia cheia de ardis

quando você faz a minha carne triste quase feliz

Zeca Baleiro
vou te dar um recado
vou te deixar um recado
esse recado é mesmo pra você
...
isso tudo sempre foi por você
e pra você
porque se você estivesse aqui
nada disso existiria
só existiria
você! 


Não vejo mais você faz tanto tempo
Que vontade que eu sinto
De olhar em seus olhos, ganhar seus abraços
É verdade, eu não minto

E nesse desespero em que me vejo
Já cheguei a tal ponto
De me trocar diversas vezes por você
Só pra ver se te encontro

(...)

Agora, que faço eu da vida sem você?
Você não me ensinou a te esquecer
Você só me ensinou a te querer
E te querendo eu vou tentando te encontrar
Vou me perdendo
Buscando em outros braços seus abraços
Perdido no vazio de outros passos
Do abismo em que você se retirou
E me atirou e me deixou aqui sozinho

Agora, que faço eu da vida sem você?
Você não me ensinou a te esquecer
Você só me ensinou a te querer
E te querendo eu vou tentando me encontrar
(....)

Caetano Veloso
Compositor: Fernando Mendes / José Wilson / Lucas


música bandida, de um momento distante... que me lembra de coisas que quero esquecer...

Fale com ela

Outra cena marcante... linda... do filme Fale com ela, música de Caetano Veloso,
mais uma vez, na piscina... como em A Liberdade É Azul....
não sei explicar
mas é lindo de ver e ouvir...


Elizabeth: the golden age

Este filme fez parte de muitas madrugadas... faz um tempo que não o vejo
mas a forma como a Rainha Elizabeth enfrenta suas paixões, suas escolhas, sua solidão
deixaram alguma coisa perdida aqui... o bastante para lembrar... e  relembrar...

Antes do por do sol

ah...esse filme... como gosto dele... dessas conversas.. desses olhares, encontros e desencontros...
a voz da Julie Delpy...
"você foi coisa de apenas uma noite?"
não....
"uma noite com você, Jesse, vale mais do que milhares com qualquer outro..."




A Liberdade é azul

A segunda cena... do segundo filme... é a cena da piscina, em A Liberdade é Azul... não sei explicar ao certo... o que essa cena marca em mim... mas é um momento único... de uma solidão necessária... acompanhada de si mesma... um resgate de algo que não sei bem de que...  

Quase famosos

Vou colocar aqui algumas cenas de filmes que gosto muito e que acabo vendo muitas e muitas vezes,
adoro a trilha sonora deste filme, acho que ele me leva a um passado que não vivi, ou que vivi, mas de uma outra maneira... uma maneira especial... que ficou aqui... dentro de mim... e que renasce nas madrugadas... vou começar por Quase Famosos...

"qual é o seu nome?"