domingo, 9 de março de 2008

Silêncio gritante

O silêncio da tua voz e do teu olhar,
neste instante me chega tão gritante…
como fosse do íntimo do mundo…
tão mais alto que em outros de antes.
Vem com a dor dos degredos…
se instala e me emudece…
me estanca dentro de mim mesmo.
Chega-me misto de lamento profundo
e prece.
Fogem-me as palavras ao vento
como fossem grãos de areia por entre […]

Antonio Miranda Fernandes

Nenhum comentário:

Postar um comentário