sábado, 1 de março de 2008

O tempo

"Que é, pois, o tempo? Se ninguém me pergunta, eu o sei; se desejo explicar a quem o pergunta, não o sei", afirmou Santo Agostinho, um homem entre dois tempos.
"Que é, pois, o tempo? Quem poderá explicá-lo claro e brevemente? [...] e que modo existem aqueles dois tempos – o passado e o futuro – se o passado já não existe e o futuro ainda não veio? Quanto ao presente, se fosse sempre presente, e não passasse para o pretérito, como poderíamos afirmar que ele existe, se a causa da sua existência é a mesma pela qual deixará de existir?"

"Se ninguém me perguntar eu sei, porém, se quiser explicar a quem me perguntar, já não sei".

Nenhum comentário:

Postar um comentário