sábado, 26 de abril de 2008

Nos seus olhos

Olhe nos meus olhos
E diga o que você
Vê quando eles vêem
Que você me vê?
Olho nos seus olhos
E o que eu posso ler?
Que eles ficam melhores
Quando eles me leêm
Eu leio as suas cartas
Eu vejo a letra
Meu Deus que homem forte
Que me contempla
Sou sua mas não posso ser
Sou seu mas ninguém pode saber
Amor eu te proíbo
De não me querer
Olho nos seus olhos
E sinto que você
Faz eles brilharem
Como o astro-rei
Olhe nos meus olhos
E o que você vai ver?
Seu rosto iluminado
A Lua de um além
Eu leio as suas asas,
Borboletas
Meu Deus que linda imagem
Me atormenta
Sou seu mas eu não posso ser
Sou sua mas ninguém pode saber
Amor eu te proíbo
De não não me querer
De não me querer
não me querer
De não me querer

Nando Reis

Nenhum comentário:

Postar um comentário