quinta-feira, 3 de abril de 2008

Clarear...

as idéias,
a alma
a saudade
deixar-se levar pelos pensamentos
fechar os olhos,
sentir
tocar
acordar
perceber
que querer
não é esquecer
que não é tão fácil
mesmo sabendo
que é assim que deveria ser
não mais sentir
isso que vem
e domina
tudo em mim
sem pedir licença
sem aviso
sem vontade de ir embora
que nego
e mesmo assim
insiste
briga
e aqui fica
impregnado
na minha pele, no meu sono,
na minha chama e na minha saudade!!!
(E mesmo assim... eu ainda não falaria de amor com você!)

Nenhum comentário:

Postar um comentário