sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

Silêncio

Tento não pensar no porque do teu silêncio... no porque da sua ausência por tanto tempo... nenhum sinal, nenhuma palavra, nada... O seu nada esvazia o meu tudo por você!

Clarear

Nenhum comentário:

Postar um comentário