sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

Delírio

Dá o seu gosto de desejo
Dá os seus olhos de menino
Sem regra ou comprometimento
Sem se importar com que for vendo
Nossa sede de liberdade
Eu quero é dançar da forma que me der
A música expondo o seu corpo à vontade
Nas incontáveis formas de se divertir
Dá o seu gosto de desejo
Dá o seu beijo despojado
Seus pensamentos mais intensos
O seu rosto de pecado
Nos gemidos que desordenam
Nas mãos que me fazem entender
AdãoA música expondo seu corpo ao delírio
Nas incontáveis formas de se divertir

Vanessa da Mata

Nenhum comentário:

Postar um comentário