terça-feira, 24 de junho de 2008

Nenhuma certeza hoje

Quando você esconde o seu lado amargo
e recupera a doçura do seu ser
chego a esquecer
a dor que um dia você deixou.

Você dorme como uma criança
e entrega o seu melhor sorriso
reacendendo minha alma cansada de você.

Mas há algo que ainda duvida dentro de mim
e me prende no conforto das certezas frias
que se acomodam com o tempo.

As memórias duras já são vagas
tão vagas como nuvens esparsas
Tão perdidas que já não fazem muito sentido.
Isso é bom?

Nenhum comentário:

Postar um comentário