domingo, 22 de junho de 2008

Antes

Você sabe o quanto tento mentir pra mim mesma sobre o que sinto...
O quanto você me importuna, mesmo estando ausente...
Sua ausência nunca é total, nunca é suficiente,
Você começa a falar... e.... se cala novamente,
Prefere assim
Para que eu não resista e volte a te procurar.
Eu já conheço seu jogo
Mas antes que amanheça eu volto a ter controle sobre mim
e então esquecerei o seu rosto
até que a saudade fria volte a bater.

Nenhum comentário:

Postar um comentário