sexta-feira, 1 de agosto de 2008

...

Não sei por que te quero
senão porque te quero
e te quero e te espero
temia querer-te e nunca esquecer-te
mas meu coração acostumou-se contigo
com essa saudade que se alimenta
da sua rara e forte presença
porque quando tú estás
nada mais importa
e nenhuma outra escolha me levaria
pra longe dos teus braços!

Nenhum comentário:

Postar um comentário