quarta-feira, 22 de julho de 2009

O pouco que sobrou
daquilo que era seu
e onde as palavras já não
dizem nada
e você se perdeu na multidão
seu rosto aparece entre os vitrais
e por onde as folhas caem
vento leva tudo então...
não tente entender
não faz sentido mesmo não
cada vez que eu penso em tudo
nada fica no lugar
por onde o sol se esconde
eu queria me perder
pra quem sabe
fazer um pedido
e tudo isso ser apenas
um não querer....

Nenhum comentário:

Postar um comentário