quinta-feira, 30 de abril de 2009

A solidão exige minha presença...
Não nego,
dela preciso
e me entrego
me deleito
o vinho me acompanha
e sei que não posso deixar o que sou
para ser o que me anula
Calar?
Só aqui, na minha própria solidão
e mesmo assim não é um calar
é um ouvir a minha própria voz...
por isso preciso tanto...
de um momento comigo mesma! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário