terça-feira, 26 de janeiro de 2010

É como se eu não existisse, como se não houvesse lugar aonde eu pudesse estar...
E eu queria estar aonde a chuva não me deixou...

Nenhum comentário:

Postar um comentário