terça-feira, 10 de março de 2009

Quando calo...

Não quero respostas, nem meias palavras
Quero também o seu silêncio
Porque nele nos encontramos
Quando nada mais faz sentido.

Um comentário: