quarta-feira, 25 de março de 2009

“Comigo as coisas não tem hoje e ant’ontem amanhã: é sempre. (...) O senhor por ora mal me entende, se é que no fim me entenderá. Mas a vida não é entendível.” João Guimarães Rosa (Grande Sertão: Veredas)

Nenhum comentário:

Postar um comentário