segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Voltei da viagem ao México com vontade de ouvir Chico Buarque. Logo que entrei no meu quarto, enquanto desfazia as malas, liguei o som. A primeira música do CD é Construção. Minha pequena ouvindo comigo me diz: - mãe, a gente ouviu essa música na escola, é legal mãe... e começou a cantar:

Amou daquela vez como se fosse a última
Beijou sua mulher como se fosse a última
E cada filho seu como se fosse o único
E atravessou a rua com seu passo tímido
Subiu a construção como se fosse máquina
Ergueu no patamar quatro paredes sólidas
Tijolo com tijolo num desenho mágico
Seus olhos embotados de cimento e lágrima
Sentou pra descansar como se fosse sábado
Comeu feijão com arroz como se fosse um príncipe (....)

Foi especial!

Nenhum comentário:

Postar um comentário