terça-feira, 9 de junho de 2015

Pensei em tudo que é possível falar, que sirva apenas para nós dois, sinais de bem, desejos vitais, pequenos fragmentos de luz. Falar da cor dos temporais, do céu azul, das flores de abril, pensar além do bem e do mal, lembrar das coisas que ninguém viu. O mundo lá sempre a rodar e em cima dele tudo vale... Lo Borges

Nenhum comentário:

Postar um comentário