sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Ando tão desorientado, já faz tempo. E me escondo, e não procuro ninguém, e fico mastigando a minha desorientação.

CAIO FERNANDO ABREU

Nenhum comentário:

Postar um comentário